quinta-feira, 20 de agosto de 2015

vieste...


Vieste, e gostaste. Eu sabia-o.
(Só não sabia que ia ser imperfeito)
Gosta-se do que, em silêncio, se vê, sentindo.
Vieste, e gostaste. 
Eu sempre o quis, que viesses!
Demoraste...

Permaneçamos nós sempre por aqui…
Não deverias deixar-me.

1 comentário:

Ana Alves disse...

Today is life.
The only life we are sure of.
Take the most of today.